Estética Vascular

Escleroterapia

A escleroterapia, também chamada de “aplicação” é um procedimento médico realizado para o tratamento de vasos sanguíneos dilatados, mal formações e varizes nos mais diversos tamanhos. Na maior parte dos casos tem o objetivo estético, porém também é utilizado como tratamento da doença.

Um liquido, espuma, laser é utilizado como esclerosante, injetado ou aplicado sobre a veia, causando uma alteração nas células do vaso, fechando-o.

Imagem Escleroterapia

É um tratamento sem necessidade de cirurgia, e, portanto, feito em consultório. Os “vasinhos” são tratados com a aplicação de medicamentos esclerosantes nas veias alteradas, obstruindo o fluxo sanguíneo. Essas veias, doentes não são necessárias para a circulação, o sangue busca veias mais saudáveis para percorrer. Ao obstruir os vasinhos vermelhos, o aspecto estético das pernas melhora.

Geralmente a dor é pequena, com boa tolerância dos pacientes e minimizada com uso da termoanestesia, ou seja, diminuição da temperatura da pele.

Na escleroterapia com espuma injeta-se, o polidocanol, substância esclerosante que já foi estudada como anestésico, em forma de espuma. A espuma apresenta densidade menor, mantém contato com a parede do vaso por mais tempo, empurrando o sangue, sendo mais eficaz em vasos maiores.

Cada técnica tem sua indicação e o cirurgião vascular é o especialista recomendado para escolher o melhor tratamento. As vantagens e desvantagens de cada técnica devem sempre ser consideradas, sabendo que não existe técnica perfeita, e sim, a melhor técnica para cada diferente vaso.

Após as sessões de escleroterapia pode-se ter vida normal, podendo voltar ao trabalho na mesma hora.

É muito importante que o paciente siga as orientações de pós escleroterapia do especialista, que podem variar de acordo com a técnica utilizada e calibre de veia tratada. O cirurgião vascular irá lhe dizer quando você pode retornar as atividades físicas, período sem tomar sol, uso de meias elásticas, cremes ou remédios necessários.